Naturlink

Insucesso no estancamento da perda da Biodiversidade analisado por relatório da ONU

Filipa Alves (10-05-10)

O “Global Biodiversity Outlook” conclui que o objectivo para 2010 não foi atingido bem como nenhum dos 21 objectivos secundários. O relatório é apresentado no início de uma ronda de negociações para formular futuras medidas para travar a perda da Biodiversidade, a ser adoptadas na cimeira da Convenção sobre a Diversidade Biológica em Outubro.

Vários são os estudos que têm vindo a público demonstrando o insucesso esforços de conservação empreendidos a nível global durante os último anos para travar a perda de Biodiversidade. Hoje a voz das Nações Unidas junta-se ao coro, com a publicação do “Global Environmental Outlook 3” (GPO-3).

Os resultados deste relatório foram apresentados no início da ronda de negociações que está a decorrer em Nairobi. Esta reunião tem como objectivo a formulação de novas medidas para combater a perda Biodiversidade, medidas essas que deverão ser adoptadas na Cimeira da Convenção da Diversidade Biológica, que terá lugar em Outubro.

Segundo o GPO-3, para além do objectivo de travar a perda de biodiversidade não ter sido atingido, o mesmo se verificou com os 21 objectivos secundários definidos. Entres destacam-se o estancamento da perda e degradação de habitat, o controlo da proliferação das espécies exóticas e a eliminação do comércio ilegal como ameaça à sobrevivência de espécies.

Com efeito, embora se tenham feito alguns progressos em certas regiões, o cenário global continua a ser de crise. Um estudo publicado na Science sobre o mais recente relatório da ONU sobre a Biodiversidade concluiu, recorrendo a 30 indicadores como a evolução das populações e do risco de extinção das espécies, que não há sinais de melhora a nível global.

O relatório da ONU alerta para o facto de se estar prestes a atingir o ponto de viragem no que diz respeito a certos ecossistemas, a partir do qual deixarão de realizar serviços tão importantes para a Humanidade.

Estas situações conduzirão à necessidade de grandes investimentos. Com efeito, segundo o “The Economics of Ecosystems and Biodiversity”, projecto em curso, a perda anual das florestas tem um custo de entre 2 e 5 triliões de dólares.

Segundo Achim Steiner, director executivo do Programa de Ambiente da ONU “Muitas economias permanecem cegas quanto ao enorme valor da diversidade de animais, plantas e outras formas de vida e o seu papel na manutenção da saúde e do funcionamento dos ecossistemas”.

E o responsável acrescenta “A Humanidade fabricou a ilusão de que de alguma forma podemos seguir a nossa vida sem biodiversidade, ou que esta é, de alguma forma, secundária no mundo contemporâneo: a verdade é que, mais do que nunca, necessitamos dela num planeta com 6 biliões de habitantes a evoluir na direcção dos 9 biliões em 2050”.

Para Stuart Butchart, autor principal do artigo publicado na Science é evidente que “Os nossos dados mostram que 2010 não será o ano em que a perda da diversidade foi travada, mas tem de ser o ano em que começamos a encarar o problema de forma séria e aumentamos substancialmente os nossos esforços para cuidar do que resta do nosso planeta”.

Referindo-se aos esforços já empreendidos para travar a perda da Biodiversidade Ahmed Djoghlaf, secretário executivo da Convenção sobre a Diversidade Biológica afirma “Embora muitas respostas tenham ido na direcção certa, as políticas relevantes têm sido inadequadamente dirigidas, implementadas e financiadas. Acima de tudo, a preocupação com a biodiversidade tem de ser integrada em todos os aspectos do governo e dos negócios, e o valor da biodiversidade tem de ser adequadamente tido em conta nas tomas de decisão. Só assim conseguiremos enfrentar o problema”.

Fontes: news.bbc.co.uk e SPEA – CI

Leituras Adicionais

Biodiversidade - porquê preocuparmo-nos com ela?

O Valor da Biodiversidade

Biodiversidade e funcionamento dos ecossistemas 

Efeito Cascata na perda de Biodiversidade 

Perda da biodiversidade agravou-se nos últimos anos e prevê-se que a tendência se mantenha

Documentos Recomendados

Biodiversity, the Next Challenge for Financial Institutions

A database of schemes that prioritize sites and species based on their conservation value: focusing business on biodiversity

Comentários