ETAPs e Piscinas Biológicas: o mesmo conceito mas aplicações tão diferentes

Maria João Carvalho
Imprimir
Texto A A A


- Adsorção pelo solo – O substrato das macrófitas emergentes pode também ter um papel importante na retenção de formas químicas de fósforo e de azoto, quer por precipitação e deposição, quer por adsorção pelas partículas do solo.

Existem 3 tipos fundamentais de ETAPs e podem ser executados sistemas intermédios que utilizam mais que um destes tipos:

1. Sistemas baseados em macrófitas aquáticas flutuantes (enraizadas ou livres) – utiliza os géneros Nymphaea, Nuphar, Potamogeton e Hydricotyle (enraizadas) e os géneros Lemna e Spirodela (livres). Neste grupo podem ainda referir-se o conhecido Jacinto de água e a Alface de água (Pistia stratiotes).

2. Sistemas baseados em macrófitas submersas – usa espécies como Elodea canadensis, Elodea nutalli, Elodea densa, Ceratophyllum demersum, Hydrilla verticillata, Cabomba caroliniana, Miriophyllum hetrophyllum, Paramogeton spp. O facto das macrófitas utilizadas neste tipo de sistema serem aquáticas submersas, origina elevadas taxas de absorção das formas inorgânicas de carbono dissolvidas na água, particularmente CO2 e, simultaneamente, elevada capacidade de libertação de O2 fotossintético.

3. Sistemas baseados em macrófitas aquáticas emergentes – é o tipo de sistema mais utilizado e compreende 3 subtipos:

- Sistemas de Fluxo Superficial: Profundidade: 0,2 – 0,4 m; Declive do Fundo: 0,5%; Solo/Substrato: 20-30cm para suportar o crescimento de vegetação, sem exigências especiais de permeabilidade (normalmente usam-se solos locais); Vegetação mais frequente: especialmente Scirpus spp e Typha spp nos Estados Unidos da América, enquanto que na Europa a espécie mais frequente é a Phragmites australis.
- Sistemas de Fluxo Sub Superficial: quando o escoamento sub-superficial é horizontal, a água residual é distribuída à entrada do sistema e sujeita-se a um atravessamento (translação) mais ou menos prolongado ao longo da zona rizosférica (em redor das raízes) onde coexistem áreas aeróbias, anóxicas e anaeróbicas.
- Sistemas hídricos ou mistos: pretendem maximizar as vantagens dos dois tipos de sistema – escoamento sub-superficial horizontal e vertical.

Comentários

Newsletter