Naturlink

Parceria Naturlink-Energia Simples: Electricidade Eco-Social no Mercado Liberalizado de Electricidade

Rui Borralho (25-10-2016)

A Naturlink estabeleceu uma parceria com a Energia Simples para o fornecimento de electricidade mais barata, ambiental e socialmente responsável, no que constitui uma opção eco-social no mercado liberalizado de electricidade português.

Mercado liberalizado de electricidade
A Naturlink estabeleceu uma parceria com a Energia Simples, marca da empresa portuguesa PH Energia, para a promoção e comercialização de energia eléctrica no mercado liberalizado, com vista ao fornecimento de electricidade a preços particularmente competitivos pela Energia Simples (a Energia Simples venceu o leilão da DECO “Pague Menos Energia”), proveniente em boa parte de fontes renováveis e disponibilizando ferramentas de optimização da eficiência energética (a PH Energia implementou e gere mais de uma dezena de centrais de produção de energia fotovoltaica e fornece e instala equipamento fotovoltaico para autoconsumo), e implicando ainda uma contribuição da Naturlink e/ou da Energia Simples para projectos de reconhecido valor social por cada novo acordo estabelecido (contribuição de 1 a 10 euros por cada contrato).

Trata-se assim de uma parceria que intervém nos três eixos essenciais da sustentabilidade: ambiente, economia e sociedade, razão pela qual consideramos que se trata de uma via de comercialização de electricidade eco-social para consumidores domésticos e institucionais.

Os consumidores têm de transitar para o mercado liberalizado da electricidade até 31 de Dezembro de 2016 e, se não o fizerem entretanto, serão associados ao comercializador de último recurso (EDP Serviço Universal), sendo aplicáveis nesse caso tarifas transitórias aprovadas pela ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos) que tendem a ser bastante mais altas do que as praticadas pelos comercializadores em regime de mercado, como já hoje acontece.

É importante notar que esta mudança de comercializador de electricidade é gratuita para os consumidores, os quais não ficam sem electricidade durante o período de mudança, dado que esta é tratada pela própria Energia Simples, com o apoio da Naturlink, através de um processo meramente administrativo. A actividade de distribuição da electricidade propriamente dita continua a ser realizada pelos operadores da rede de distribuição que a exercem em regime de exclusividade, independentemente da entidade que comercializa a electricidade, pelo que, salvo se o consumidor desejar alterar o seu perfil de consumo (por exemplo se desejar mudar de um plano simples para um plano bi-horário), não será necessário mudar de contador ou de equipamento.

Por outro lado, os consumidores que o desejarem podem sempre voltar a trocar de operador, dado que na Energia Simples não existe um período de permanência obrigatória, nem existem penalizações por cessão de contrato antes do seu término.

Autoconsumo Fotovoltaico
Para além da comercialização de electricidade na rede comum, a PH Energia, empresa detentora da marca Energia Simples, disponibiliza e instala painéis fotovoltaicos para produzir energia eléctrica em regime de autoconsumo, podendo ser injectada na rede a energia eléctrica de fonte solar assim produzida que o consumidor não conseguir consumir.

Com a instalação destes painéis, os consumidores domésticos e institucionais conseguem reduzir significativamente a sua factura energética (e pegada ambiental). Esta opção é economicamente tão favorável que, para consumidores institucionais que estejam relutantes em investir nesta forma de produção de energia limpa, a PH Energia-Energia Simples está disponível para cobrir a totalidade do investimento necessário para a instalação deste sistema, passando de qualquer modo a comercializar a electricidade a preços mais reduzidos para esses consumidores e permitindo que estes adquiram esses equipamentos em qualquer momento no futuro, uma vez demonstrada a manifesta vantagem económica que essa opção representa.

Adesão
Os consumidores privados e institucionais que o desejarem poderão contactar a Naturlink, através do email naturlink@naturlink.pt e/ou do telefone 217991100, para que a Naturlink lhes apresente uma proposta da Energia Simples em condições especiais para a comercialização de electricidade eco-social e/ou para a instalação de painéis fotovoltaicos para autoconsumo, com manifestas vantagens económicas, ambientais e sociais.
Para uma mais rápida e adequada proposta ao seu perfil de consumo, sugerimos que os interessados nos enviem uma cópia de uma ou duas facturas recentes de electricidade, que rapidamente demonstraremos as vantagens da adesão à Energia Simples.

Uma vez acordadas as novas condições de fornecimento de electricidade, a Energia Simples tratará da transição para o novo comercializador de energia e, muito rapidamente, passará a pagar menos pela sua factura de electricidade e a contribuir para uma sociedade mais solidária.

FAQ – Perguntas mais Frequentes
Para acesso a informação adicional sobre a comercialização de electricidade no mercado liberalizado e sobre as opções de autoconsumo fotovoltaico, sugerimos o acesso à página das FAQs – Perguntas mais Frequentes – da Energia Simples.

Leituras Adicionais

ONU: Energias Renováveis podem suprir 80% das necessidades energéticas em 2050

2050: o mundo poderá ser sustentadamente alimentado por energias renováveis

Produtos Sugeridos

Uma Introdução às Energias Renováveis: Eólica, Fotovoltaica e Minihídrica

Guia da Energia

 

Comentários