Naturlink

Fogos florestais continuam

Sara Otero (Ano 2000)

Deflagrou no Parque Natural de Sintra - Cascais um violento incêndio que devastou mais de 500 hectares de floresta e matos.

Ontem, dia 9 de Agosto, deflagrou no Parque Natural de Sintra - Cascais um violento incêndio que devastou mais de 500 hectares e que dia 10 de manhã estava ainda em fase de rescaldo.
O incêndio avançou com grande violência, sem que as primeiras corporações de bombeiros conseguissem dominar as chamas que irrompiam em diversos locais (suspeita de fogo posto), registando-se dificuldades adicionais devido ao vento que se fazia sentir. O ataque às várias frentes ocupou centenas de bombeiros e voluntários, tendo o exército enviado também para o local cerca de 150 homens, que se encontravam junto ao Parque do Guincho em acções de vigilância.
O Ministro do Ambiente manifestou já a intenção de tomar medidas para a reflorestação da área ardida, enquanto que a Câmara Municipal de Cascais também já anunciou que não vai autorizar quaisquer construções no Parque Natural de Sintra - Cascais.
Noutras regiões do País, três incêndios encontravam-se activos hoje de manhã, 10 de Agosto, na região Centro, nos concelhos de Arganil, Pampilhosa da Serra e Covilhã, sendo os fogos mais preocupantes os que estão a ocorrer na Pampilhosa da Serra (em Pessegueiro, Casal da Silva e Vale da Gata) e Arganil.
No Concelho da Covilhã as chamas também ainda não foram dominadas na zona de Trigais, e no concelho da Figueira da Foz, um incêndio que deflagrou hoje numa zona florestal entre Quiaios e a Lagoa de Quiaios está a ser combatido por duas corporações locais.

Comentários