Naturlink

Poda

A.M.

A poda de uma planta é essencial para o desenvolvimento desta e pode constituir um bom passatempo. No entanto, para podar bem é necessário alguma prática.

 

A poda de uma planta é essencial para o desenvolvimento desta e pode constituir um bom passatempo, sobretudo se associar a poda à condução. Para podar bem é necessário alguma prática porque apenas com alguma prática pode ter a certeza de quais as folhas ou partes da planta que devem ser removidas. O melhor momento de poda é o Inverno porque a seguir vem uma estação de crescimento pleno em que a planta vai reagir bem emitindo lançamento de novos ramos ou folhas. A poda efectuada por alguém com pouca experiência deverá ser feita em estágios lentos e graduais de forma a ter a certeza de que não retira demais à planta. 
 
Numa primeira etapa tente apenas retirar partes do caule ou pequenos ramos que não estão na direcção que gostaria, quando há mais de um rebento novo no mesmo sítio, ou quando surge um que impede o crescimento forte e bem direccionado de um outro que já lá estava. Também pode optar por cortar um ramo ou lançamento mais velho (e, por exemplo, sem folhas ou mal revestido) para que outro mais jovem se desenvolva e faça o revestimento de uma zona desprovida de folhas.

Outra opção poderá ser a de podar de forma a tornar menos densa a folhagem para que a luz penetre por toda a planta, e as partes interiores e menos iluminadas desenvolvam novos lançamentos. Quanto mais lenhosas forem as plantas mais facilidade há em fazer este tipo de poda. O corte não deve ser perpendicular ao ramo, mas efectuando um pequeno ângulo para que a cicatrização se efectue mais rapidamente.

Comentários