Olhos de Poeta

Maria Júdice Borralho
Imprimir
Texto A A A

 

“Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é
Mas porque a amo, e amo-a por isso
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe porque ama nem o que é amar
Amar é a eterna inocência”

 
Fotografias de José Romão

Se Fernando Pessoa não sabe porque ama a NATUREZA o leitor pode descobrir:

“Toda a paz da Natureza sem gente
Vem sentar-se a meu lado”
……………………………
“No meu prato que mistura de Natureza
As minhas irmãs as plantas
As companheiras das fontes, as santas
A quem ninguém reza”
……………………………
“…oiço passar o vento
E acho que só para ouvir passar o vento vale a pena ter nascido”

Comentários

Newsletter