Ficha do Sapo-parteiro-ibérico

Rui Braz
Imprimir
Texto A A A


INIMIGOS NATURAIS

São predados por cobras de água e rapinas nocturnas (mochos e corujas). Para atrair maior número de presas desta espécie, o mocho-de-orelhas (Otus scops) imita o chamamento dos machos.


REPRODUÇÃO

A época de reprodução começa com as chuvas do Outono. O macho atrai a fêmea através de um chamamento semelhante a um conjunto de assobios e abraça-a pelas costas (amplexo). Muitas vezes o macho continua a cantar durante o amplexo. Depois da fecundação, que tem lugar em terra, o macho enrola os cordões de ovos nas suas pernas, transportando-os durante todo o período de incubação que dura entre 20 e 28 dias. O mesmo macho pode transportar posturas de três fêmeas. Na altura da eclosão os machos dirigem-se a charcos ou ribeiras para os girinos saírem dos ovos.

ACTIVIDADE

São geralmente nocturnos, embora se possam observar indivíduos a cantar durante o dia depois de uma tempestade ou durante o crepúsculo. Têm hábitos escavadores, enterrando-se com frequência. Suportam longos períodos de seca graças à sua elevada capacidade de absorver água através da pele, no entanto, em zonas muito quentes estivam.


CURIOSIDADES

Os machos do género Alytes transportam os ovos às costas e, embora as suas posturas contenham muito menos ovos do que as posturas da maioria dos anfíbios, asseguram a sobrevivência da maior parte dos seus descendentes.


Comentários

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Newsletter