Nesta semana Bragança é a capital ibérica da Sustentabilidade Urbana

Ana Ganhão (06-06-11)
Imprimir
Texto A A A

Entre 7 e 9 de Junho de 2011, a cidade de Bragança acolhe a 1ª Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana, que combina uma mostra das mais diversas tecnologias e soluções ‘’amigas’’ do ambiente com quatro workshops que constituirão espaços de discussão temática.

FACTOR “ECO”

Numa iniciativa que tem como objectivos essenciais promover a partilha de recursos e de conhecimento, a criação de comunidades de conhecimento, e o desenvolvimento de iniciativas económicas e actividades inovadoras, relacionadas com a eco-eficiência e sustentabilidade ambiental, o factor “Eco” envolve os principais clusters de actividades da região.

Os conceitos Eco-Turismo, Eco-Energia, Eco-Produtos e Eco-Construção, pretendem assim potenciar a transmissão de conhecimentos e de inovação aos decisores, técnicos, profissionais e empresários nas diferentes áreas de actuação da sustentabilidade urbana.

O Eco-Turismo, ou neste caso mais apropriado o conceito de Turismo Rural, é uma modalidade do turismo que tem por objectivo permitir a todos um contacto mais directo e genuíno com a natureza, a agricultura e as tradições locais, através da hospitalidade privada num ambiente rural e familiar.

Quando se fala em Eco-Energia, pensamos de imediato nas energias renováveis que têm origem nos recursos naturais como o sol, vento, chuva, marés e calor que são renováveis (naturalmente reabastecidos). Em 2008, cerca de 19% do consumo mundial de energia final resultou de fontes renováveis, com 13% provenientes da tradicional biomassa, que é usada principalmente para o aquecimento, e 3,2% a partir da hidroelectricidade. As novas energias renováveis (pequenas hidroeléctricas, eólica, solar, geotérmica e biocombustíveis) representaram outros 2,7% e este valor está a crescer muito rapidamente.

Os Eco-Produtos, ou produtos ecológicos, são bens de consumo elaborados sem agredir o meio ambiente e a saúde dos seres vivos, a partir do uso de matérias-primas naturais renováveis ou naturais não-renováveis mas reutilizáveis, recicladas ou que impactem o mínimo possível durante o seu processo de fabricação e pós-uso. O principal beneficiário pelo uso de um ecoproduto é a própria sociedade, que ao incorporar tais produtos, contribui para a promoção de toda uma cadeia que envolve produtores, consumidores, comerciantes, educando todos para uma cultura de sustentabilidade ambiental.

A construção de edifícios que simultaneamente preenche as necessidades dos habitantes respeitando o ambiente e os recursos naturais do nosso planeta é denominada como construção sustentável ou Eco-Construção. No entanto, o conceito de sustentabilidade na construção engloba vários valores, sócio-culturais, económicos e ambientais.

FEIRA IBÉRICA DE SUSTENTABILIDADE URBANA

Neste contexto, o Município de Bragança, está a organizar a 1ª Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana, que decorrerá já nesta semana, entre os dias 7 e 9 de Junho.
Esta 1.ª Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana é composta por um conjunto complementar de iniciativas e constituirá um espaço de divulgação e disseminação de boas práticas relacionadas com a sustentabilidade urbana.

Abrangendo as temáticas do Eco-Turismo, Eco-Energia, Eco-Produtos e Eco-Construção, durante esta feira é possível encontrar na Cidade de Bragança um Espaço Expositivo, na Praça de Camões e um Espaço de Workshops, no Centro Cultural Municipal.

No Espaço Expositivo, estarão presentes cerca de 50 empresas e entidades portuguesas e espanholas para dar a conhecer boas práticas, serviços, produtos, tecnologias e projectos relacionados com a sustentabilidade urbana. No Espaço Workshops, vão-se realizar quatro ”Eco-Workshops”, com as temáticas do Eco-Turismo, Eco-Energia, Eco-Produtos e Eco-construção, que pretendem transmitir os conhecimentos e a inovação nas diferentes áreas de actuação.
A participação nos Workshops é gratuita, não sendo necessária inscrição prévia.

Cada um destes Workshops beneficiará da participação de oradores convidados Portugueses e Espanhóis, sendo o seu programa global o seguinte:


TERÇA-FEIRA, 7 de Junho de 2011
 
Workshop "Eco-Produtos"
 
9h30 - Sessão de Abertura
 
9h45 - Ecoprodutos e Tradição na Ruralidade
Rui Tadeu - Empresário e gestor rural, gerente da empresa Quinta da Veiguinha - Queijaria Artesanal e da Sociedade Agrícola Quinta do Barracão da Vilariça, impulsionador da recuperação do Queijo Terrincho  e responsável de unidades de turismo no espaço rural.
 
10h30 - Qualificação e Certificação de Eco-Produtos. Evolução da Agricultura Biológica em Portugal
António Mantas - Engenheiro Agrónomo Mestre em Agricultura Biológica, é gerente da Sativa - Controlo e Certificação de Produtos, principal empresa portuguesa de certificação de produtos e sistemas agrícolas, alimentares, florestais e turísticos, em particular em modo de produção biológico.
 
11h15 – Cerimónia de Abertura Oficial da Feira
 
11h30 - Perspectivas de laProducción Ecológica en el Mercado Ibérico
Carlos PalaciosRiocerezo - Doutor em Veterinária pela Universidade de León. Especialista em produção ecológica. Consultor Técnico da FEPECO - FederaciónEspañola de Empresas conProductos Ecológicos. Investigador e professor associado da Universidade de Salamanca. Membro do grupo de peritos da Comissão Europeia em Produção Ecológica.
 
12h15 - Debate
 
13h00 - Almoço livre
 

Workshop "Eco-Turismo"
 
14h30 - Sessão de Abertura
 
14h45 - Casa da Cisterna/Castelo Rodrigo - Turismo Rural e de Natureza na Região de Riba-Côa
Ana Berliner - Responsável pela unidade hoteleira Casa da Cisterna e elemento da Direcção da ATN - Associação Transumância e Natureza, que gere a Faia Brava, primeira área protegida privada de Portugal.
 
15h30 - Turismo Ornitológico em Portugal: Potencialidades e Panorama Actual
Alexandra Lopes - Coordenadora do Departamento de Cidadania Ambiental da SPEA - Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves. Bióloga, está envolvida em diversos projectos de desenvolvimento do Turismo Ornitológico em Portugal.
 
16h15 - Pausa para café
 
16h30 - El Club de Producto Ecoturismo enEspaña
Ricardo Blanco - Responsável da Área de Turismo Sustentável do Instituto de Turismo de Espanha. Desempenha funções de planificação do turismo sustentável em Espanha.
 
17h15 - Debate
 
QUARTA-FEIRA, 8 de Junho de 2011
 
Workshop "Eco-Energia"
 
9h30 - Sessão de Abertura
 
9h45 - Energia, Sustentabilidade e Cidadania
Joaquim Borges Gouveia - Professor Catedrático e Director do Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial da Universidade de Aveiro, Presidente da Direcção da Associação RNAE - Rede Nacional das Agências de Energia e Ambiente.
 
10h30 - Energia Renovável em Portugal: Presente, Passado e Futuro
António Sá da Costa - Presidente da Direcção da APREN - Associação Portuguesa de Energias Renováveis e Vice-Presidente da EREF –EuropeanRenewableEnergyFederation. Indigitado para presidir o Centro Ibérico de Energias Renováveis e Eficiência Energética que se irá criar em Badajoz.
 
11h15 - Pausa para café
 
11h30 - Un Modelo Energético BasadoenLasRenovables
LuisIni - Redactor da revista espanhola "EnergíasRenovables" e do portal Energias-Renovables.com . É responsável pela componente do portal dedicada à América. Jornalista há quase 30 anos, muitos dos quais dedicados à divulgação científica e histórica.
 
12h15 - Debate
 
13h00 - Almoço livre
 

Workshop "Eco-Construção"
 
14h30 - Sessão de Abertura
 
14h45 - Eco-Produtos para a Construção de Edifícios. Exemplos de Aplicação
Aline Delgado - Mestre Arquitecta da empresa Ecotectura - Arquitectura e Planeamento Sustentável, tendo coordenado diversos projectos centrados nas premissas da construção sustentável. Foi criadora e gestora do projecto Edifício Verde da associação Quercus e é uma das responsáveis do Portal da Construção Sustentável http://www.csustentavel.com
 
15h30 - Prosperidade Renovável
Lívia Tirone - Arquitecta e administradora da empresa Tirone Nunes, é desde 1991 pioneira na área da construção sustentável em Portugal. Entre 2004 e 2009 foi administradora delegada da Agência Municipal de Energia e Ambiente de Lisboa. É autora do livro "Construção Sustentável" e promotora da iniciativa com o mesmo título.
 
16h15 - Pausa para café
 
16h30 - El EstandarPassivhaus - LaEnergía Mas Barata que no se Consume
Wolfgang Berger - Arquitecto da Plataforma EdificaciónPassivhaus, associação que promove e desenvolve o standardPassivhaus em Espanha. Este standard aproveita ao máximo o clima, condições de temperatura, vento, insolação, de cada área, reduzindo ao mínimo o recurso a energia externa para aquecer ou arrefecer as habitações. É um dos responsáveis da empresa Arkimo.
 
17h15 - Debate
 
Os interessados poderão aceder e descarregar informação adicional sobre a Feira aqui.

Pode descarregar aqui o Programa

Leituras adicionais:

I Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana entre 7 e 9 de Junho em Bragança

Bragança acolhe a 1ª Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana


1ª Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana em Bragança

Comentários

Newsletter