Em paralelo com o Projecto do Genoma Humano

Leonor Osório
Imprimir
Texto A A A

Apesar do PGH estar a avançar a um ritmo acelerado, muito continua por descobrir. Por isso, torna-se extremamente útil conhecer genomas-modelo mais pequenos, para percebermos como se executam as funções básicas que determinam a vida.

A sequência e a ordem dos três mil milhões de pares de bases no ADN humano ainda não nos vão revelar todos os segredos da vida! Para além da surpresa de só termos 30 a 40000 genes no ADN do núcleo das nossas células, ainda se torna mais complicado imaginarmos como é que eles se coordenam para exercer os milhares de funções que sabemos existir num organismo animal.

Torna-se, então, extremamente útil conhecer genomas mais pequenos, não só para perceber como se executam as funções básicas que determinam a vida, como para termos modelos experimentais onde possamos fazer o estudo da função génica, provocado mutações e analisando o seu efeito, a fim de compreendermos o funcionamento normal dos genes. 
 
Os métodos desenvolvidos e os dados obtidos pelo Projecto Genoma Humano (PGH) estão a ser rapidamente aplicados à sequenciação de genomas mais pequenos, incluindo de plantas e animais comercialmente importantes. Encontra-se também em curso um projecto para sequenciar genomas de microrganismos importantes do ponto de vista ambiental, industrial e da saúde humana. Trata-se do Projecto do Genoma Microbiano, iniciado em 1994 pelo DOE (Departamento de Energia dos Estados Unidos).

E a sequência de micoplasmas, grupo de organismos unicelulares que contêm a menor quantidade de ADN de todos os organismos que se replicam autonomamente, vai permitir avaliar qual é o número mínimo de genes necessário para que um organismo se reproduza, ou seja, tenha vida autónoma.

Genoma de um micoplasma

O Ureaplasma urealyticum é um microrganismo patogénico das mucosas, frequentemente encontrado no sistema nervoso central e no tracto respiratório e também no tracto urogenital, e que está na origem de recém nascidos prematuros e de baixo peso . Associa-se a sua presença a abortos espontâneos, pneumonia infantil, hidrocefalia e meningite. O seu genoma é pequeno e a comparação com outras sequências de genomas maiores vai ajudar a definir as funções essenciais e mínimas para que uma célula se possa replicar e sobreviver.

Genomas bacterianos

A comparação entre duas estirpes patogénicas da bactéria Helicobacter pylori, colonizadora do intestino humano, e o mesmo estudo em Chlamydia pneumoniae, mostrou estratégias de sobrevivência muito interessantes e semelhantes nestas duas bactérias.

Comentários

Newsletter