Zooplâncton Estuarino

Susana Ribeiro
Imprimir
Texto A A A

O zooplâncton é constituído por pequenos animais cujas deslocações são asseguradas pelas correntes, ainda que a maioria destes organismos efectue migrações verticais e/ou sazonais. Desempenham um papel fundamental nos ecossistemas estuarinos.

O zooplâncton é extremamente diverso, sendo constituído pelos organismos cujas deslocações são asseguradas pelas correntes (plâncton) e que não têm a capacidade de produzir o seu próprio alimento (heterotróficos).

É possível reconhecer categorias distintas de animais consoante a sua localização neste ecossistema: o Pleuston, animais e vegetais cujas deslocações são fundamentalmente asseguradas pelo vento; e o Neuston, animais que vivem nas camadas superficiais. O Neustonm, por sua vez, pode ainda ser subdividido em Epineuston, animais que se encontram na interface ar/água, e Hiponeuston, que compreende os organismos que habitam os primeiros 10 cm da coluna de água. Nesta última categoria, temos como exemplo os copépodes (Classe Crustacea, Filo Arthropoda).

Pleuston é constituído por organismos do Filo Cnidaria, como por exemplo as medusas.


Pandea conica - Filo Cnidaria

Há organismos que passam todo o seu ciclo de vida no seio do Neuston (holoplâncton), enquanto outros ocorrem apenas durante parte do seu ciclo vital (meroplâncton), como por exemplo o caranguejo, que apenas é planctónico no seu estado larvar.

Comentários

Newsletter