Os problemas de sanidade do montado de sobro em Portugal

Cristina Pereira
Imprimir
Texto A A A

Várias são as razões apontadas para a degradação do montado de sobro no nosso país. Neste artigo damos-lhe conta das diferentes opiniões que tentam explicar este fenómeno e das pragas e doenças associadas ao montado.

Uma das controvérsias na questão do montado de sobro assemelha-se à famosa questão de quem “nasceu” primeiro - o ovo ou a galinha. No montado subsiste uma polémica semelhante: serão as condições do meio em que vegeta o sobreiro, nomeadamente anos de seca prolongada e erros culturais, causa do seu declínio ou, pelo contrário, serão as pragas e doenças detectadas nas árvores as causas desta situação? Face a esta polémica alguns autores admitem uma complementaridade de acções; a presença de diversos factores causadores de stress propiciará condições para o desenvolvimento de doenças e pragas, que devem acelerar o processo de degradação e impedir a recuperação do montado, mesmo sob condições ambientais favoráveis.

A progressiva degradação do montado de sobro enquadra-se no declínio generalizado que tem vindo a ser assinalado em relação a várias espécies de carvalhos nos Estados Unidos e na Europa, quer na extensão e gravidade do fenómeno, quer na sintomatologia evidenciada.

Comentários

Newsletter