Greenpeace lança a Campanha Pingo Doce Esgota os Oceanos de Janeiro a Janeiro

Nuno Leitão (31-05-2010)
Imprimir
Texto A A A

A Greenpeace lançou uma nova campanha para a sensibilização aos consumidores sobre a origem insustentável do pescado vendido nos supermercados Pingo Doce/Feira Nova do grupo Jerónimo Martins.

Em pleno ano internacional da biodiversidade os supermercados Pingo Doce/Feira Nova, do grupo Jerónimo Martins, continuam a manter as suas políticas insustentáveis de selecção de produtos de pesca para venda e a ocupar o último lugar no Ranking de Supermercados da Greenpeace.

Enquanto outros retalhistas, como o Lidl e a Sonae, têm vindo a implementar medidas mais responsáveis em relação ao pescado que vendem, o grupo Jerónimo Martins mantém uma postura de desresponsabilização e escuda-se com a legislação ou desconhecimento da situação ameaçada dos Oceanos. A atitude adoptada por este grupo relativamente ao pescado não se coaduna com a imagem que procura passar quando vende alguns outros produtos e representa algumas marcas no país em prol da responsabilidade ambiental e social.

A Greenpeace arrancou com a campanha "Pingo Doce Esgota os Oceanos de Janeiro a Janeiro" na semana passada quando activistas bloquearam a entrada do Pingo Doce do Cais do Sodré. A campanha continua com a participação de todos os cidadãos na sua divulgação e assintatura de uma Petição a entregar numa das 350 lojas espalhadas pelo país. Deste modo pretende-se pressionar o Grupo Jerónimo Martins a assumir o compromisso de rever as suas políticas de venda de pescado, a ter um papel mais activo na preservação dos recursos marinhos do planeta e defender os interesses dos seus clientes em ter peixe no futuro. 

Comentários

Newsletter