Valorização dos Resíduos Orgânicos - Compostagem

Ana Silveira
Imprimir
Texto A A A

A compostagem é um processo de valorização de resíduos orgânicos que leva à produção de um composto que pode ser usado como fertilizante. Aqui faz-se a apresentação de uma instalação de compostagem e a caracterização do seu funcionamento.

A compostagem é um processo de valorização de resíduos orgânicos, sólidos e semi-sólidos. Trata-se da decomposição da matéria orgânica levada a cabo pelos microrganismos em condições adequadas, nomeadamente de oxigénio, humidade e nutrientes, de que resulta a libertação de energia e a acumulação de calor. O desenvolvimento de temperaturas termofílicas (acima de 40°C) é o aspecto mais relevante do processo de compostagem. Deste processo de tratamento de resíduos resulta a produção de um produto estável, designado por composto, isento de microrganismos patogénicos e sementes de plantas, que pode ser aplicado, com benefícios, ao solo.

Os objectivos da compostagem são essencialmente a decomposição da matéria orgânica facilmente degradável, de modo a evitar fenómenos de competição e de fitotoxicidade quando se aplica composto ao solo e, simultaneamente, tirar partido da elevação da temperatura e de antagonismos microbianos para a destruição dos microrganismos patogénicos.

A compostagem é um processo que pode ser aplicado ao tratamento da fracção orgânica dos resíduos sólidos urbanos recolhida separadamente, a lamas de estações de tratamento de águas residuais urbanas ou resíduos orgânicos resultantes da actividade agrícola e agropecuária. De qualquer modo, deve ser dada especial atenção à qualidade da matéria-prima porque esta influencia de forma decisiva a qualidade do composto.

Figura 1 - Aspecto da instalação piloto de compostagem.



A valorização orgânica faz parte do "Plano de acção para os resíduos sólidos urbanos 2000-2006" apresentado recentemente pelo Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território. O actual quadro comunitário obriga ao cumprimento de metas de valorização da fracção orgânica dos resíduos sólidos urbanos como forma de reduzir a reactividade e o tempo de estabilização dos aterros sanitários. A compostagem é um processo levado a cabo por microrganismos em condições determinadas e é especialmente adequada para situações de reduzida produção de resíduos. Nestas circunstâncias, é possível a adopção de soluções relativamente simples e fáceis de operar.

Comentários

Newsletter