Curiosidades Resultantes das Actividades Humanas

Coordenação de M.C. Reis e A.M.
Imprimir
Texto A A A

20. A produção de papel reciclado consome menos cerca de 50% de energia, comparativamente com a produção a partir das árvores. Para além disso, a poluição do ar é reduzida em 95%.

21. Para a produção de uma tonelada de papel utilizam-se 5000 kw/hora de energia eléctrica, enquanto que para a reciclagem dessa mesma quantidade, os números caem para 2500 kw/hora.

22. A produção de uma tonelada de papel reciclado economiza 2,5 barris de petróleo, e consequentemente, diminui a poluição do ar.

23. Na produção de uma tonelada de papel reciclado são necessários apenas 2000 litros de água, enquanto que no processo tradicional esse volume de água pode chegar aos 100 000 litros por tonelada de papel fabricado.

24. A reciclagem de papel reduz os custos de transporte e deposição do lixo.

25. Os funcionários de qualquer escritório deitam para o lixo, anualmente, cerca de 500 kg de material reciclável de primeira qualidade.

26. Com a reciclagem de uma lata de alumínio economiza-se a energia suficiente para manter ligada uma televisão durante três horas.

27. Cada tonelada de aço reciclado representa uma economia de 1140 kg de minério de ferro, 454 kg de carvão e 18 kg de cal.

28. Todos os anos, os ingleses consomem 310 milhões de embalagens de lenços de papel. Uma vez que estes lenços não são recicláveis, se cada habitante do planeta utilizasse uma destas embalagens por mês, não haveria mais árvores no mundo.

29. O tempo que a natureza leva a absorver os diferentes materiais, despejados em meio terrestre, está dependente da sua constituição. Por exemplo, os jornais podem levar 1 a 2 meses a serem decompostos; as embalagens de papel de 1 a 4 meses; os guardanapos cerca de 3 meses; as pontas de cigarros mais de 2 anos; as pastilhas elásticas mais de 5 anos; os materias de nylon de 30 a 40 anos; as latas de alumínio e as tampas de garrafas de 100 a 500 anos; e as pilhas mais de 500 anos.

30. O tempo estimado de decomposição dos materiais despejados em rios, lagos e oceanos varia com a sua composição. Assim, o papel leva 3 a 6 meses a decompôr-se; os tecidos de fibras naturais de 6 meses a 1 ano; as linhas de nylon mais de 650 anos; as fraldas descartáveis cerca de 450 anos; os plásticos em geral podem levar até 500 anos, sendo que alguns nunca se chegam a decompôr; as latas de alumínio mais de 200 anos; a madeira pintada leva mais de 15 anos; o vidro até um milhão de anos; e o tempo de decomposição da borracha é ainda indeterminado.

31. Cerca de 35% dos materiais despejados para o lixo poderiam ser reciclados ou reutilizados e outros 35% poderiam ser transformados em adubos orgânicos.

Comentários

Newsletter