Vamos aproveitar a energia do sol - Parte II - Painel Solar

Quim Ferreira
Imprimir
Texto A A A

Ao abrirmos a torneira da água quente raramente nos lembramos que tal implica um consumo de energia, normalmente obtida através do uso de combustíveis poluentes. Propomos-te aqui a produção de um painel solar caseiro, útil, não poluente e divertido.

Abrir a torneira do lado esquerdo, é um hábito que já ninguém dispensa. Ter água quente sem nos preocuparmos em a aquecer ao lume ou ao fogão como antigamente, é um luxo que normalmente tem um preço: o uso de combustíveis poluentes que existem em quantidades limitadas no nosso planeta.

Em Portugal, o sol existe em grandes quantidades e melhor que tudo, é grátis. Por isso, deve ser aproveitado uma vez que é uma energia que não polui o meio ambiente.

O painel solar que aqui te deixamos é muito simples e fácil de ser produzido em casa. Por tal motivo, mão à obra!


Material:

. 1 caixa de cartão de resmas de papel A4;
. 2 garrafas plásticas de água de 1,5 litros, iguais, com tampa;
. 1 vidro da dimensão da caixa;
. 1 mangueira estreita com 1 metro de comprimento;
. Tinta de guache líquido preta;
. Tinta de guache líquido de várias cores;
. Cola branca para madeira;
. Fita adesiva de cor;
. 1 pau ligeiramente mais grosso que a mangueira;
. Desperdício de esferovite plano*.


Passo 1:

Pega numa caixa de cartão de resmas de papel A4, e recorta-a por onde se indica na figura.

Passo 2:

Coloca as duas garrafas juntas no exterior da caixa com as tampas encostadas à parte lateral da caixa, de forma a encontrares os locais exactos para a perfurar. Nesses locais irão ser posteriormente introduzidos os gargalos das duas garrafas.


Passo 3:

Recorta os dois círculos.

Passo 4:

Corta dois rectângulos em esferovite com as medidas das paredes laterais da caixa de cartão e insere-os no seu interior.

Comentários

Newsletter