A fogueira

Nuno Cruz António
Imprimir
Texto A A A


Para evitar um incêndio florestal:

Como sabes, o nosso país sofre anualmente o flagelo dos fogos florestais que provocam avultados prejuízos a pessoas e bens. Dentro deste tema, a principal mensagem que devemos transmitir a todos é que uma fogueira deve ser acesa com responsabilidade, cumprindo algumas regras de modo a se evitarem acidentes:

- Limpa bem de folhas e ramos secos, o local onde se acende o fogo. É assim minimizado o risco de este se espalhar para as áreas adjacentes.

- Coloca pedras em círculo à volta da futura fogueira.

- Quando a apagares, deves cobri-la com terra pois poderá algum pedaço estar ainda incandescente, provocando um incêndio mesmo depois de a fogueira estar apagada.

- Não te esqueças de deixar o local o mais parecido possível, ou melhor de como o encontraste. A melhor maneira de o fazer é tentar deixar o menor número possível de indícios que ali fizeste uma fogueira.

Para teres um fogo duradouro:

- Recolhe ramos secos e finos para começar o fogo.

- Se a lenha estiver molhada, limpa-as da terra húmida para poderem acender; alternativamente usa dois ou três ramos que estejam completamente mortos mais ainda presos à árvore.

- Ordena a lenha da mais fina à de maiores dimensões e constrói, com os paus mais pequenos, uma pequena pirâmide com uma altura de um palmo e coloca no seu interior a acendelha. Esta pode ser uma acendalha que encontras em qualquer supermercado, folhas caídas, caruma dos pinheiros, urze, erva seca, pinhas, parte de um ninho inutilizado, etc. Nunca uses o papel pois, além de arder demasiadamente depressa, liberta-se muito facilmente podendo ir provocar um incêndio num local mais distante.

Comentários

Newsletter