Berlengas - Um pequeno arquipélago cheio de vida

Alexandre Vaz
Imprimir
Texto A A A

 

Entre os vertebrados terrestres da Berlenga encontram-se as duas espécies de mamíferos já citadas, duas espécies de lacertídeos, o Sardão e a Lagartixa de Bocage, que é um endemismo sub-específico, e ainda um imenso rol de espécies de Aves.


Fotografias de José Romão 

As Berlengas assumem um papel importante para as aves, sob duas vertentes: por um lado como suporte de nidificação para aves marinhas, e por outro como local de paragem e repouso para aves migratórias. Curiosamente, as Berlengas situam-se numa zona de transição biogeográfica, pelo que algumas das espécies que aqui nidificam encontram-se no limite Sul da sua área de distribuição e outras no seu limite Norte. Desta forma, é possível encontrar aqui a nidificarem juntas algumas espécies de aves que não se encontram para o efeito em nenhum outro lugar. Exemplo disso são os Airos, cuja área de distribuição se prolonga para Norte, até ao Árctico, e as Pardelas que se distribuem para Sul, até Cabo Verde.

Comentários

Newsletter