Quinta da Foz – agricultura, ambiente, encanto e tradição na lezíria do Tejo

Francisco Sousa Machado
Imprimir
Texto A A A

A Quinta da Foz é uma exploração agrícola tradicional ribatejana que reúne um património histórico e ambiental excepcional. Buscando a compatibilização das componentes agrícola, turística e ambiental, é um caso que vale a pena conhecer.

 

A Quinta da Foz, situada no concelho de Benavente, corresponde a uma típica exploração agrícola ribatejana. Com cerca de 700 hectares, assenta a sua economia nas culturas tradicionais da região (arroz, tomate, melão) e na pecuária.

O primeiro registo conhecido sobre a Quinta da Foz data de 1431, fazendo referência à sua proprietária, a Condessa de Ourém, e a sua venda ao primeiro Conde d’Atouguia, Álvaro Coutinho. Em 1544 aparece o registo de um novo proprietário, D. António d’Ataíde, Conde da Castanheira. Pertenceu mais tarde aos Marqueses de Cascais, e por extinção dessa família, passou para a casa dos Marqueses de Niza*.

Tendo ficado famoso pelas grandes festas promovidas pelos Marqueses de Niza, o Palácio da Quinta da Foz foi parcialmente destruído pelo terramoto de Benavente em 1909.

Comentários

Newsletter